Banco do Brasil
BMB
Bradesco
CEF
Itau
Santander

10º dia de greve cobra negociação sem enrolação

15 Sep 2016 17 VISUALIZAÇÕES

Os bancários seguem firmes na greve contra a proposta que os bancos insistiram em defender, por horas, na negociação realizada na terça-feira 13: 7% de reajuste mais R$ 3.300 de abono, acarretando perda salarial de 2,39%.

A paralisação nacional completa 10 dias nesta quinta 15. Na base do Sindicato a adesão à greve é de praticamente 100%, uma vez que a única agência que está operando é a do BMB de Atibaia, exclusiva para atendimento a beneficiários da previdência social.

Chega de demissões, os bancos precisam contratar para acabar com a sobrecarga de trabalho. Os R$ 394 do auxílio-creche/babá estão muito distantes do que os bancários gastam para deixar os filhos e os bancos podem melhorar esse valor. A inflação dos alimentos bateu a casa dos 17%.