GERAL

É conquista! Bancários terão reajuste de 4,58% em 2023!

12 Sep 2023 811 VISUALIZAÇÕES

Nesta terça-feira, 12 de setembro, foi divulgada a inflação (INPC) para agosto, que apresentou variação de 0,20%. Com isso, o acumulado para 12 meses, entre setembro de 2022 e agosto de 2023, ficou em 4,06%. Desta forma, o reajuste da categoria bancária em 2023 será de 4,58% (INPC mais 0,5% de aumento real).

O reajuste é resultado da mobilização de toda a categoria, junto aos sindicatos, na Campanha Nacional Unificada dos Bancários de 2022, que garantiu para 2023 a reposição da inflação (INPC) mais 0,5% de aumento real nos salários, em todos os valores fixos da PLR, no VA e VR e em todas as demais verbas previstas nas cláusulas econômicas da CCT, como auxílio-creche/babá, gratificações, auxílio home office, etc.

Aline Molina, presidenta da FETEC-CUT/SP e secretária de Formação do Seeb SP, destaca a importância dos sindicatos na organização e liderança pela conquista de direitos.

”Mais uma vez os sindicatos comprovam a importância da luta coletiva. Mesmo após  a reforma trabalhista, que impactou trabalhadores com ataques a direitos históricos, a categoria bancária se manteve forte e unida na proteção e garantia de direitos. É importante lembrar a necessária participação dos trabalhadores junto aos sindicatos para  manter e avançar em novos direitos”

“Em uma conjuntura política e econômica desfavorável aos trabalhadores, além de garantirmos o aumento real deste ano, mantivemos todos os direitos e ainda avançamos em questões fundamentais como a regulamentação do teletrabalho, com ajuda de custo de R$ 1.036,80 anuais; e no combate ao assédio sexual e moral”, avalia Neiva Ribeiro, presidenta do Seeb SP.

PLR
O reajuste de 4,58% incidirá também sobre a Participação nos Lucros e Resultados, Nas parcelas fixa e adicional e sobre os tetos. A PLR dos bancários é paga em duas etapas: a primeira virá agora, até 30 de setembro (prazo previsto na CCT para que os bancos realizem o crédito).

Já a segunda parcela da PLR virá em 2024, com o fechamento do balanço dos bancos o e a consolidação dos seus lucros. Os bancos têm até 1º de março de 2024 para creditar a parcela final da PLR 2023.

 

Fonte: FETEC CUT SP | ARTE: SEEB SP