Pilotos e comissários de avião aprovam greve a partir de segunda-feira (19)

16 Dec 2022 36 VISUALIZAÇÕES

Pilotos e comissários de bordo em todo o país entrarão em greve na próxima segunda-feira (19) em alguns dos principais aeroportos do país. A greve foi aprovada em assembleias da categoria realizadas pelo Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA) na última quinta-feira (15), devido à frustração nas negociações pela renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Os aeronautas reivindicam reajuste salarial com reposição da inflação dos últimos 12 meses (cerca de 5,9%) mais aumento real de 5%. Para tanto, justificam com os altos preços das passagens aéreas têm gerado crescentes lucros para as empresas, o que é demonstrado pelas próprias empresas por meio da imprensa e em informes ao mercado. O setor vem se recuperando de forma acelerada com lucros maiores do que no período pré-pandemia.

A categoria também reivindica melhorias nas condições de trabalho como a definição dos horários de início de folgas e a proibição de alterações nesses horários, além do cumprimento dos limites já existentes do tempo em solo entre etapas de voos.

A negociação

De acordo com a direção do sindicato, desde o início do processo de negociação as empresas aéreas não se mostraram dispostas a atender às reivindicações da categoria. A primeira proposta Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) foi rejeitada por 90% dos trabalhadores.

A proposta condicionava o reajuste salarial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) a pontos de interesse das empresas como a venda voluntária de folga e a utilização dos dias destinados à ensino a distância para programação de voo.

Já na segunda proposta, as empresas concordaram em conceder o reajuste pelo INPC em todas as cláusulas econômicas, exceto diárias internacionais, além de assegurarem a hospedagem dos trabalhadores nas escalas quando o tempo em solo fosse excedido.

Ainda nessa proposta, o Snea propôs a utilização de sábados, domingos e feriados para o início do período de férias. A categoria novamente rejeitou a proposta por entender que ela não atende às expectativas e da categoria.

A greve

A greve será realizada nos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza e terá duração de duas horas diárias, das 6h às 8h da manhã. A previsão é de que durante esse horário, não haja voos.

De acordo com o SNA, a greve foi definida desta forma em respeito à sociedade e aos usuários do sistema de transporte aéreo e reforça que todos os voos com órgãos para transplante, enfermos a bordo, e vacinas, não serão paralisados.

Fonte: CUT | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil