CEF

Pressão faz Caixa suspender reestruturação

09 May 2016 28 VISUALIZAÇÕES

A direção da Caixa Federal enviou comunicado à Comissão Executiva dos Empregados (CEE) suspendendo o processo de reestruturação que atingia os bancários da chamada área meio da instituição financeira.

Na mensagem enviada na terça-feira 3 a direção do banco informa que: “Não há cronograma ou definições para outras etapas do Caixa + Forte que alcancem centralizadoras e filias”. Também é destacado que o projeto priorizou a reestruturação da matriz, bem como das filiais de Retaguarda, de Pessoas, de Promoções Comerciais e de Marketing e Comunicação, agora em maio. Além disso, afirma que a direção da Caixa assegurou condições especiais a 653 bancários transferidos. No total, ainda segundo o banco público, houve a redução de 532 postos de trabalho na matriz.

Dionísio Reis, integrante da CEE, atribui esse recuo à forte reação dos trabalhadores e do movimento sindical desde que as mudanças unilaterais foram anunciadas pela presidenta da Caixa, Miriam Belchior, em 10 de março.

“As paralisações em setores estratégicos e a constante cobrança foram essenciais para que o banco tomasse essa decisão. Agora vamos nos empenhar para que haja reversão dos casos em que bancários foram prejudicados. Também intensificaremos a mobilização para que a Caixa adote política que valorize o trabalhador e não a lógica de mercado que piora as condições de trabalho.”