Banco do Brasil

BB: Contraf-CUT e sindicatos recomendam aprovação do Relatório Anual da Cassi

20 Apr 2017 24 VISUALIZAÇÕES

A votação do Relatório Anual da Cassi de 2016 começa nesta segunda-feira (17) e termina no próximo dia 28. A Contraf-CUT e os sindicatos de bancários de todo o Brasil recomendam aos associados a aprovação do relatório. O documento, disponível no site da entidade, registra com transparência as atividades e resultados da Cassi em 2016, comparando com os exercícios anteriores.

O principal problema levantando nos últimos anos – o déficit do Plano Associados – foi resolvido mediante negociação entre o BB, entidades representativas dos associados da ativa e aposentados e os dirigentes eleitos da Cassi. O acordo negociado foi aprovado pelos associados com 82% de votos favoráveis e envolve a contribuição extraordinária de 1% mensais pelos associados até 2019, tendo como contrapartida o aporte de R$ 23 milhões mensais pelo banco, corrigidos pelo IPC-Fipe Saúde. Começou a ser implantado em dezembro de 2016, quando foram feitos os primeiros aportes do banco e dos associados. O acordo envolve também a revisão de processos pela Cassi e a implantação de uma série de programas de saúde e medidas, com prestação de contas trimestral às entidades representativas dos associados.

Os resultados positivos começaram a aparecer. No Plano de Associados, as despesas com atendimento à saúde dos 412 mil associados e seus dependentes cresceram 6,0% no ano em relação a 2015, enquanto que as receitas cresceram 9,8%. Com isso, o déficit de R$ 252 milhões verificado em 2015 diminuiu para R$ 189 milhões em 2016. Com a contribuição extraordinária e o aporte do banco, a situação deve se equilibrar em 2017.

Em relação aos números globais da Cassi, que atendeu 1,007 milhão de usuários em 2016, as despesas administrativas reduziram 7,1% em relação ao ano anterior e o resultado negativo foi reduzido em 31,9%. Os números constam do Relatório Anual 2016.

Como e porque votar
É essencial que todos os associados acessem e leiam o Relatório para votar conscientemente. A aprovação significa fortalecer a Cassi e o trabalho dos diretores e conselheiros deliberativos e fiscais eleitos pelos associados. As entidades sindicais sempre cobraram do banco e da Cassi solução para os problemas levantados pelos associados e continuará agindo desta maneira.

Wagner Nascimento, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, ressalta que acordo que restabelece o equilíbrio financeiro nas contas da Cassi foi alcançado após um ano e meio de negociações. “Temos muito trabalho com a fiscalização dos recursos e dos trabalhos da consultoria para que a gestão seja cada vez mais aprimorada e nenhum direito seja retirado dos associados. Orientamos aprovação e seguiremos com nossas reuniões trimestrais de prestação de contas para que os projetos iniciados anteriormente sejam implementados para melhoria no atendimento aos trabalhadores da ativa, aposentados, pensionistas e seus dependentes”, disse o coordenador da CEBB.

Associados da ativa votam pelo SISBB, aposentados votam pelos terminais de autoatendimento disponíveis em qualquer agência do BB.