Itau

Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú cobra do banco ações concretas de saúde e condições de trabalho

12 Aug 2016 16 VISUALIZAÇÕES

Em reunião do Grupo de Trabalho (GT) de Saúde e Condições de Trabalho, realizada na tarde desta quinta-feira (11), em São Paulo, entre a Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú e a direção do banco, os representantes dos trabalhadores cobraram do banco o retorno das principais pendências apontadas pelos bancários sobre os assuntos relacionados a saúde e condições de trabalho.

Segundo Adma Gomes, integrante do GT de Saúde, o banco havia se comprometido trazer devolutivas efetivas sobre as questões que afligem os trabalhadores no local de trabalho. “Esta mesa é muito importante para o movimento sindical, pois trata da saúde do trabalhador bancário e a nossa categoria é a que mais vem se afastando por adoecimentos como a LER (Lesões por Esforços Repetitivos) e DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho), além dos afastamentos por problemas psíquicos. Por isso, precisamos respostas concretas do banco”, explicou.

O Itaú havia se comprometido, em reunião passada, a trazer devolutivas sobre as questões pendentes, bem como uma solução para a questão do endividamento do trabalhador, além de apresentar dados reais referentes à saúde do trabalhador no ambiente bancário.

Em relação aos endividamentos, os casos onde houve um atraso ou equívoco no cadastramento ou afastamento do funcionário, que acarretou na cobrança indevida, o banco ficou de fazer uma revisão referente ao assunto e se comprometeu, mais uma vez, a acertar as pendências.

“O banco já apresentou alguns programas, só que além de apresenta-los é preciso de fato debater os assuntos e as propostas concretas, que irão melhorar o dia a dia do trabalhador bancário”, acrescentou Adma.

Outra questão pendente é referente aos dados reais sobre a saúde e os números de adoecimento dos trabalhadores no local de trabalho. O banco complementou os dados nesta reunião, estratificados por Estado e ficou de dar continuidade ao assunto na próxima ocasião. Esses dados são importantes para se ter a compreensão real do nível de adoecimento dos bancários do Itaú.

O banco ficou de avaliar uma nova proposta sobre os endividamentos ainda neste mês. A próxima reunião ainda não tem data marcada.