BMB
Bradesco
CEF
Itau
Santander

Encontros Nacionais de Bancos Privados de 2016 terão debates unificados

07 Mar 2016 37 VISUALIZAÇÕES

Os Encontros Nacionais de Bancos Privados de 2016, marcados para 7 e 8 de junho, em São Paulo, terão um formato diferenciado na comparação com os últimos anos. Essa foi a definição da reunião desta quinta-feira (3) com a coordenação dos COEs Itaú-Unibanco, Bradesco, Santander, Banco Mercantil do Brasil (BMB) e HSBC, na sede da Contraf-CUT, em São Paulo.

Carlindo Dias de Oliveira, secretário de Organização da Contraf-CUT, revelou que a abertura do evento e a análise de conjuntura será de forma unificada. “Como será unificado no mesmo espaço, haverá uma maior integração entre os participantes. Isso potencializa os debates e os encaminhamentos, pois há muitos pontos comuns entre os bancos.”

Outros temas debatidos conjuntamente serão emprego e condições de trabalho. Na sequência, haverá os debates de temas específicos de cada banco. “A nova gestão da Contaf-CUT tem a preocupação de executar o que as pessoas pensam. A gente não concorda com uma política verticalizada, na qual a gente decide onde serão as coisas e apenas leva para os sindicatos. A gente quer ouvir da base, das comissões de empresa, dos sindicatos e das federações como eles pensam o processo e o movimento. Por isso chamamos os coordenadores para discutir como eles pensam os bancos privados”, explicou o secretário-geral da Contraf-CUT, Carlos de Souza.

No final do encontro, o secretário de Saúde, Walcir Previtale, debateu com os coordenadores a melhor maneira de construção e monitoramento da implementação da Cláusula 57ª – Programa de Desenvolvimento Organização para Melhoria Contínua das Relações de Trabalho – CCT 2015-2016, conforme definido em Seminário Nacional, realizado em 15 de janeiro de 2016.